Category Archives: duplipensar

Português

É curioso como o termo “a pedido da mulher” mudou desde a campanha. Durante a campanha o SIM argumentou que esse termo servia apenas para restringir a despenalização aos casos em que o aborto é feito por vontade da mulher. Na famosa expressão de Vasco Rato, “se não é a pedido da mulher, é a […]

Liberalização III

Vital Moreira defende que despenalização com legalização e regulação não é liberalização. Ora, tendo em conta que Vital Moreira andou estes últimos anos a defender a liberalização da electricidade, dos medicamentos e do transporte aéreo conclui-se que afinal, o que Vital Moreira tem andado a defender é a desregulamentação da electricidade, dos medicamentos e do […]

Liberalização II

Joana Amaral Dias, no DN: Outros “nãos” afirmam que despenalizar é liberalizar. Mercado liberalizado, mas clandestino, sem regulamentação, é o que temos agora. O “sim” não levará à liberalização. Guerra é Paz, ilegalizado quer dizer liberalizado e a economia da União Soviética encontrava-se liberalizada porque tinha mercado negro.

Liberalizar

A orwelização das palavras chegou em força à campanha do aborto. “Liberalizar”, que dantes significava “tornar mais livre”, agora quer dizer “transformar num salve-se quem puder” de modo que “tornar significativamente mais livre” passou a designar-se por “despenalizar”. Espero que o Engº Sócrates aproveite esta viragem semântica para “despenalizar” completamente o negócio das farmácias ou […]

Agora é que eu estou confuso

Então os gajos do NÃO fizeram uma proposta de despenalização e os gajos do SIM recusaram? Mas entao o que está em causa neste referendo não é apenas a despenalização? Um eleitor menos informado ainda fica a pensar que o que está verdadeiramente em causa outra coisa qualquer, tipo a proliferação de clínicas de aborto […]

Aborto e o relativismo moral

Afinal vai-se percebendo que não somos todos contra o aborto. Nem poderiamos ser. Há quem defenda, muito fundamentadamente, que o feto não é uma pessoa. É até possível provar, por argumento lógico, que não se pode provar que o feto merece a mesma protecção de uma pessoa (link via Bomba Inteligente). A ideia de que […]