Aguarda-se pelo menos uma leve indignação

E agora a União Romani, o SOS Racismo, o professor Pereira Bastos, aquela senhora da universidade de Braga mais todos aqueles que falam pelos ciganos não falam de racismo? «Uma mulher foi agredida com ácido pelo antigo namorado, que se deslocou de propósito da zona sul do país a uma freguesia de Amarante, onde mora a vítima. Só para se vingar do fim da relação. A vítima vive escondida por amigos, sob ameaça de morte. Grávida de dois meses, ainda sem conhecimento de parte da própria família, a mulher, de 28 anos e de etnia cigana, mantém actualmente uma relação amorosa com um jovem que não pertence à mesma etnia.  (…) “Como tenho agora uma relação com um homem que não é da nossa etnia, a situação é ainda mais complicada, porque sou indesejada. Fugi do Sul do país para encontrar uma vida nova, mas ele descobriu onde moro”, explica.»

Anúncios

Publicar um Comentário

Required fields are marked *

*
*

%d bloggers like this: