Sobre a natureza humana

Escreve Daniel Oliveira:

Para João Miranda a culpa dos accionistas do BCP terem escolhido os boys do PS para dirigir o banco é, como não podia deixar de ser, do Estado. Eles não querem a protecção do Estado. Nem pensar. Eles só queriam o mercado a funcionar livremente sem favores nem ajudas. O meio é que os corrompe.

Na vida pública não existe culpa. Existem responsabilidades.

Os accionistas privados têm responsabilidades para consigo próprios. Cabe-lhes tirar o máximo partido das suas circunstâncias. Estariam a cumprir mal as suas funções se não aproveitassem todas as oportunidades. Eles não querem o mercado a funcionar livremente. Querem que o mercado funcione mal e a seu favor. São egoístas. Não é o meio que os corrompe, a natureza humana é mesmo assim.

Os detentores de cargos públicos têm responsabilidades perante o público. Cabe-lhes proteger o interesse público de interesses privados. É para isso que existem e que recebem salário. Mas como também são humanos, são egoístas. Não cumprem os seus deveres para com o público. A utopia de esquerda desmorona-se precisamente porque o Estado máximo tem que ser gerido por anjos. E os anjos não existem.

Anúncios

Publicar um Comentário

Required fields are marked *

*
*

%d bloggers like this: