Transparência

A SEC (Securities and Exchange Commission), a CMVM americana, disponibiliza aqui uma interessante ferramenta interactiva, para gáudio dos voyeuristas e invejosos e apreensão ou fúria de alguns accionistas. Nele se detalha, de forma muito simples e comparativa, os salários nominais e outros benefícios dos executivos de 500 grandes empresas. A pesquisa pode ser feita por empresa individual, escalões de dimensão, ou por sector.

Para a amostra presente na base de dados, relativa ao ano de 2006, o ranking é liderado pelo recentemente deposto CEO da Merrill Lynch Stan O’Neal, com a astronómica remuneração de US$ 91,4 milhões, qualquer coisa como € 62,6 milhões, pouco mais de 1 milhão de contos/mês. Diga-se que a Merrill Lynch não foi nada pródiga a remunerar os seus executivos, tendo para tal dispendido em 2006 US$ 287 milhões. O mais “mal pago” foi o CFO Jeffrey Edwards, tendo auferido a “miséria” de US$ 28,3 milhões.

Em Portugal não existe a “tradição” de divulgar as remunerações individuais dos gestores das empresas cotadas, fazendo-se a divulgação em bloco. Há cerca de 2 anos, o então presidente da CMVM Teixeira dos Santos tentou importar essa “americanice”, mas revelou-se impotente, diz-se que por oposição do “lobby banqueiro”.

Anúncios

Publicar um Comentário

Required fields are marked *

*
*

%d bloggers like this: