Imposto sobre a beleza!

Não digam nada a Teixeira dos Santos, senão, ainda é capaz de aproveitar a ideia, por meras razões de “justiça distributiva”, claro está!

Anúncios

Publicar um Comentário

Required fields are marked *

*
*

%d bloggers like this: