Cheque ensino e Ensino Público

Comentário do leitor Solitaire:

Estava convencido que falar de cheque-ensino remetia automaticamente para as escolas privadas. Como é que se concilia cheque-ensino com escola estatal? Não estou a ver como.

O cheque-ensino consiste num vale a atribuir em plano de igualdade a todos os alunos. Os pais podem usar esse cheque em qualquer escola, pública ou privada. O cheque-ensino limita-se a permitir a escolha aos pais. Não os obriga a inscrever os filhos numa escola privada. Se eles acharem que as escolas públicas são melhores para o seu filho, nada os impede de inscrever o filho numa escola pública.

A partir do momento que todos os alunos recebam do Estado um cheque para a educação, as escolas estatais terão que forçosamente encerrar, sob pena de a despesa pública disparar para níveis estratoféricos.

As escolas públicas só encerrarão se não forem capazes de atrair alunos prontos a pagar com o cheque-ensino os seus serviços. A despesa pública não dispara porque os cheques gastos nas escolas públicas revertem para as escolas e o estado não tem que gastar (mais) dinheiro com elas. As escolas públicas só fecharão se não forem capazes de atrair alunos. Só fecharão as escolas públicas que forem muito más ou que não forem capazes de se adaptar à procura.

Note-se que o cheque ensino está em vigor na Suécia e mais de 90% são escolas públicas.

O cheque ensino limita-se a colocar as escolas privadas e as públicas em pé de igualdade no que diz respeito ao financiamento público. Permite aos pais votar na escola com os pés.

Anúncios

Publicar um Comentário

Required fields are marked *

*
*

%d bloggers like this: