Uma proposta liberal de reforma do ensino.

Publicado em 4 de Dezembro de 2006, na sequência do falecimento de Milton Friedman, “Uma proposta liberal de reforma do ensino. A propósito de Capitalism and Freedom c. VI.” é um texto que, pela actualidade do tema, poderá ter interesse reler.
###
As suas conclusões:

A reforma liberal do ensino visaria então (sem prejuízo de uma abordagem específica das situações de “monopólio técnico”):
1. Melhorar os resultados do ensino.
2. Promover a escolha da escola e o financiamento ao aluno como formas operacionais de atingir o primeiro objectivo.
3. Estabelecer, no campo do ensino, como corolário da separação entre Estado e Igrejas, uma separação total entre ensino científico e ensino religioso.
4. Promover a liberdade de ensino religioso, em locais e por entidades separadas relativamente ao ensino de base científica, sendo que este último deve ser independente de todas as religiões e filosofias pessoais.
5. Adaptar o sistema de ensino ao status de concorrência global actualmente existente, uma vez que maus resultados pedagógicos e cívicos podem comprometer o futuro de qualquer país.

Em suma, se nem todos aceitam o conceito de liberdade de escolha, será difícil encontrar quem não concorde que seja desejável melhorar os resultados do ensino. A escolha por parte do interessado e a concorrência são, salvo melhor opinião, o método mais capaz para atingir tal objectivo.

José Pedro Lopes Nunes
Anúncios

Publicar um Comentário

Required fields are marked *

*
*

%d bloggers like this: