Catequese pública *

Estranhamente, o dever de isenção da televisão pública só é discutido a propósito do debate político-partidário.
Este domingo, a partir da nova igreja de Fátima, brindaram-nos com uma homilia mascarada de debate sobre o Estado e o Catolicismo.
De um lado pontificavam dois cardeais e um bispo; do ‘outro’, o professor Marcelo e Mário Soares. A pluralidade foi piedosamente esquecida. Mário Soares disse aquilo que sempre diz seja qual for o tema em causa – sabiamente, os sacerdotes centraram tudo na sua agenda política.
No meio de três clérigos e um acólito, foi o agnóstico Soares que regalou os que tiveram paciência para ver aquele enfado monocromático com a frase mais disparatada da noite: “As religiões são a grande esperança deste Mundo porque todas lutam pela paz”. Pois lutam – tanto que até provocaram a maior parte das tragédias e das guerras de ontem e de hoje.

* Publicado no Correio da Manhã

Anúncios

Publicar um Comentário

Required fields are marked *

*
*

%d bloggers like this: