Monthly Archives: Dezembro 2005

BONNE ANNÉE

«Jacques Chirac a confirmé qu’il “prendrait rapidement des initiatives pour relancer la construction de l’Europe politique“» Anúncios

Lenny Bruce

“If President Kennedy got on television and said, ‘I’m considering appointing two or three of the top niggers in the country into my cabinet’ – if it was nothing but nigger, nigger, nigger – in six months ‘nigger’ wouldn’t mean any more than ‘goodnight’, ‘God bless you’, or ‘I promise to tell the truth, the […]

FEIO

Parafraseando um anúncio da moda, feio não é usar calão – feio (muito) é isto.Fico à espera de uma prosa de VPV a elogiar a artista.

Principais causas da degradação do debate político em Portugal

O meu contributo para o balanço de 2005. 1. O moralismo. O moralista acredita que tudo o que basta para participar num debate público é a propalação da sua própria superioridade moral e a denúncia da imoralidade dos seus opositores. O moralista tem razão por definição pois a moral está obviamente do seu lado, e […]

Termos proscritos

São cada vez mais, muito embora façam parte da linguagem corrente, por vezes do calão mais popular. Dou alguns exemplos no quadro ao lado, que está longe de ser exaustivo. A utilização pública do “léxico maldito”, levanta de imediato um enorme e indignado coro de “virgens púdicas e ultra ofendidas”, como ressalta de vários comentários […]

O pensamento estatista em relação ao automóvel II

A resposta de Rui Pena Pires à notícia de que o Metro de Lisboa tem um passivo de 3100 milhões de euros é elucidativa da posição canhota em relação à política de transportes: A primeira afirmação que sobre o metro de Lisboa sou capaz de fazer é que era necessário mais metro. A segunda, é […]

O pensamento estatista em relação ao automóvel

O pensamento estatista em relação ao automóvel é constituido por um conjunto de mitos: Mito 1: O sector automóvel tem externalidades negativas que não são pagas que são maiores que as do sector ferroviário Realidade: Uma leitura por alto deste documento (PDF) mostra que os contribuintes portugueses pagam em Imposto sobre Produtos Petrolíferos e Imposto […]

A notícia do dia

A fazer fé no jornal do regime, a maricagem pesará em Portugal cerca de 10%. Farão um partido (seriam a 3ª força!) ou veremos em breve o BE a evoluir para BG?…

Back to Business

Ausente nestes últimos dias, com o tempo dividido entre o Algarve e outras adições, tenho perdido ostensivamente os últimos dias de pré-campanha. É pena. Não que se aprenda grande coisa com os candidatos, mas porque estava a ser divertido seguir as peripécias do nosso ex-presidente ancião e a sua permanente obsessão com o meu coprovinciano […]

Enganei-me!

Ao fim de mais de um ano sem comprar o EXPRESSO (aborreci-me com o seu crónico cinzentismo e com as suas xaropadas com sabor a ligeira sobranceria moral e politicamente correcta; irritavam-me sistematicamente os editoriais do mui glorificado JAS; etc., etc.) quebrei hoje a abstinência (talvez mesmo, dieta). Ouvi dizer que grandes mudanças se anunciavam…. […]

Mal agradecidos

1. «Soares acusa cobertura da comunicação social»Como se suspeitava, é mais um disparate. 2. «Alegre acusa televisões de discriminarem a sua candidatura»Tem razão. Mas…. e isto, tem algum significado? Jornalistas apoiantes de candidatos:Cavaco Silva – 0Francisco Louçã – 0Jerónimo de Sousa – 7Mário Soares- 26Manuel Alegre- 35Garcia Pereira – 4 (Dados colhidos por Manuel Pinto, […]

Burocracia eleitoral – III

Artigo 16.º da Lei Eleitoral para o Presidente da República: 1. Cada candidato designará um mandatário para o representar nas operações referentes ao julgamento da elegibilidade e nas operações subsequentes.2. A morada do mandatário será sempre indicada no processo de candidatura e quando não residir em Lisboa escolherá ali domicílio para o efeito de ser […]

Burocracia eleitoral – II

Não são só a Juntas de Freguesia que boicotam o direito dos cidadãos serem candidatos.O STAPE dispõe dos dados dos cidadãos eleitores proponentes de candidaturas, podendo, caso permita o acesso à informação, esclarecer dúvidas ou completar dados em falta. No entanto, arrogando-se um direito que não lhe assiste, negando informação que deveria ser de livre […]

Burocracia eleitoral

O Tribunal Constitucional decidiu recusar sete das candidaturas presidenciais, a pretexto de irregularidades várias. Se esta notícia corresponder à verdade, os casos mais gritantes serão os de Manuela Magno que, dentro das instalações do Tribunal Constitucional, terá sido impedida de entregar 109 (para completar 7500) certidões das Juntas de freguesia e de Teresa Lameiro, a […]

Manobras de bastidores

[Sergei]

Sócrates lesionado no joelho

Coisas que não veremos os ecologistas a fazer

1. Criticar o estado por desperdiçar recursos naturais e energia em departamentos inúteis; 2. Falar em pegada ecológica do estado; 3. Dizer que os transportes colectivos têm externalidades negativas; 4. Dizer que os subsídios do estado geram desperdícios de recursos naturais e energia; 5. Criticar os subsídios do estado ao consumo de energia dos grandes […]

O automóvel tem externalidades negativas? (II)

(Estimativa para 2005): Imposto automóvel: 1 115 milhões de euros Gastos do estado com transportes e comunicações (inclui todos os tipos de transportes): 1.067 milhões de euros

As "continhas"

Alguns dos comentários aos meus pontos anteriores sugerem que “é preciso fazer as contas”. Um problema que nunca preocupa demasiado os estatistas, para quem a evocação de valores vagos e de bens intangíveis costuma ser suficiente para justificar medidas dirigistas. Por isso, o reconhecimento de que é preciso fazer as contas costuma ser um passo […]

Os PR’s e a União Europeia

A primeira questão será: porque a UE esteve totalmente ausente das entrevistas e debates presidenciais? A resposta é óbvia: porque tal assunto não interessou aos jornalistas, pois que questionaram devidamente os candidatos sobre tal. É certo que alguns, dentro em pouco não se coibirão de vir dizer que «eles» nada disseram…. Adiante. Facilmente também se […]