O horário de Verão, um exemplo de tirania

Os horários resultam de inúmeros contratos estabelecidos livremente e ao longo de várias gerações por indivíduos que procuram compatibilizar os respectivos interesses. Ao estabelecer, por decreto, um horário de verão, em nome do bem colectivo, e prejudicando milhões de pequenos interesses individuais, o estado modifica milhões de contratos sem consentimento das partes. Esta prática é semelhante à desvalorização da moeda.

Anúncios

Publicar um Comentário

Required fields are marked *

*
*

%d bloggers like this: