Monthly Archives: Janeiro 2005

ELEIÇÕES – IV

E, contudo, apesar do alheamento generalizado, passam-se algumas coisas que deveriam merecer outro tipo de atenção. Uma delas é a ideia que se instalou nos últimos dias na comunicação social sem que, ao certo, se saiba bem de onde vem, de que ganhe quem ganhar é inevitável o aumento da carga fiscal. A ideia é […]

ELEIÇÕES – III

Verdadeiramente, em trinta anos de III República, descontando os tempos revolucionários do pós-25 de Abril, o país só demonstrou demoradamente esperança nos seus governantes com as maiorias absolutas de Cavaco e a primeira legislatura de Guterres. Fora isso, e mesmo em parte desses períodos, sucederam-se as trapalhadas e as confusões, e se alguma coisa atraíu […]

ELEIÇÕES – II

O espaço reduzido entre os actos eleitorais, o sucessivo abandono dos chefes, a entrega dos partidos a pessoal de segunda ou, na melhor das hipóteses, a gente impreparada, contribui para o descrédito generalizado e para a falta de confiança com que o país real encara o país político. São, cada vez mais, dois mundos separados, […]

ELEIÇÕES – I

Não tenho memória de eleições tão sensaboronas como estas que estamos a viver. Em parte alguma se sente paixão política pelos candidatos, pelos partidos ou pelas ideias que uns e outros possam representar. Pelo contrário, o conformismo está instalado e, além de, em dose moderada e pouco cativante, se assistir a uma ou outra picardia […]

Parabéns – e obrigado! – a quem jogou melhor III

O resultado do Choque de Gestão: José Couceiro (segundo o Mais Futebol). Obrigado, Braga!

Choque de valores

Tem que se reconhecer que, nos EUA, por mais que se tentem limitar ou atacar as liberdades, tal será sempre temporário, até ao momento em que o próprio sistema reaja em defesa da sua verdadeira essência: a liberdade. «A federal judge ruled this morning that special military reviews the Pentagon has used to determine the […]

Choque de gestão

FC Porto demite Victor Fernández

A ler

«A indecente homenagem a Fidel Castro», por Vaclav Havel (título de acordo com versão espanhola e francesa, conforme chamada de atenção por parte do No Quinto dos Impérios). Extracto certeiro: «(…) Será terrível para a União se decidir recuperar um das suas piores tradições políticas, a de que o mal deve ser apaziguado e que […]

Re: As Contas

Compreendo perfeitamente que se esteja confuso. De facto, quando se fala em contas convém ter uma ideia do que se está a falar. É que não se deve dar o palpite que «Há 27 milhões de iraquianos o que deverá corresponder a 20 milhões de adultos», quando os dados disponíveis apontam para 22 milhões de […]

Linguagem e eleições

Sofia Lorena, no Público, ao referir-se aos assassinatos e atentados bombistas utiliza as expressões: «insurreição», «revolta» e «rebelião». Apesar de o mais conhecido líder ser um jordano de nome Zarqawi, a autora concluiu que a dita «insurreição» é de cariz nacionalista e doméstica. Bom, aqui está uma prova de como a ideologia pode condicionar a […]

Vitória

O facto de tantos milhões de iraquianos, ao votarem, terem enfrentado as ameaças, os terroristas e as assassinos, diz bem do grandioso gesto de coragem daquele povo. É uma grande vitória que lhes pertence por inteiro. Possam agora os parlamentares dar seguimento a tal manifestação de esperança num futuro melhor. Ver filas de pessoas para […]

Faltam liderança, objectivos, confiança!

Facto que não será de agora. E infelizmente, meu Caro PMF, não acredito que a história se repita tão cedo. Há alguns anos, criou-se o mito de que qualquer treinador serviria para o FCP, desde que Pinto da Costa presidisse. Oliveira ajudou a criar esse mito, Fernando Santos reforçou-o primeiro para depois começar a desmenti-lo. […]

"Parabéns (e OBRIGADO?) a quem jogou melhor" II

Na sequência do post do CAA, gostava, apesar de tudo, de também poder agradecer ao Braga! Na realidade, há 3 anos atrás e mais ou menos por esta altura do ano, o Porto estava igualmente a atravessar uma fase de total “desnorte”, pela mão de Octávio Machado. Foi, precisamente, após uma derrota em casa, para […]

And now for something completely different

[…] 2nd Interviewer: Doug? Vercotti: Doug (takes a drink) Well, I was terrified. Everyone was terrified of Doug. I’ve seen grown men pull their own heads off rather than see Doug. Even Dinsdale was frightened of Doug. 2nd Interviewer: What did he do? Vercotti: He used… sarcasm. He knew all the tricks, dramatic irony, metaphor, […]

Este país não será salvo por António Vitorino

O estado deve ser um criador de expectativas positivas e por isso é que estamos a prometer 150 mil empregos, o estado deve relançar da economia, a fuga ao fisco resolve-se com pedagogia, o défice é virtuosos, o choque tecnológico é bom porque esse é o tipo de investimento que poderá ficar fora do PEC, […]

PARABÉNS A QUEM JOGOU MELHOR

AINDA O IRAQUE

É divertidíssimo. Ver os artistas das Relações Internacionais, os generais e os politólogos, tentando explicar o que se passou com esta enorme afluência às urnas por parte da população “revoltada” (que nenhum deles previu). Estão exactamente a fazer aquilo que normalmente caracteriza os economistas – que, como é por todos consabido, são os melhores a […]

O Bloco de Esquerda agradece o esclarecimento

Sócrates diz que casamento entre homossexuais não consta no programa do PS

Entretanto, no mundo das questões que não são fracturantes

Sócrates promete que A24 não terá portagens

CURIOSIDADE

«”Bem-haja os homens que amam as mulheres!”, sentenciou ainda. “O outro candidato [José Sócrates] tem outros colos. Estes colos sabem bem”, confessou Pedro, no final, aos jornalistas» Gostaria de saber se aqueles que tanto se indignaram com esta minha posta em comentários e noutras postas, neste e noutros blogues, e que defenderam acerrimamente que «um […]