Monthly Archives: Junho 2004

INTERLÚDIO

A 29 de Junho de 1940, o Governo francês, liderado pelo Marechal Henri-Philipe Pétain, abandona a cidade de Bordéus e instala-se na cidade de Vichy. Pétain era primeiro-ministro constitucional de França desde o dia 17 de Junho, dia em que fez uma declaração radiofónica anunciando ao seu povo a intenção de assinar um armistício com […]

NOVA(s) PERGUNTA(s) DO DIA

Então a Manuela Ferreira Leite não estava a executar a “única política económica-financeira possível”? Não me digam que, afinal, este Governo que agora nos deixa teve a política errada e que cumprir os critérios do déficite foi uma grande asneira?

Crise, mas pouca

Todas as reuniões políticas, conselhos nacionais, manifestações e afins foram cirurgicamente marcadas para terça ou para quinta. Na quarta, valores mais altos se levantam.

A CARTA ABERTA DE FREITAS DO AMARAL…

… é uma análise lúcida, fundamentada e desassombrada. Um motivo de orgulho para quem acredita que o sentido jurídico das coisas, liberto da inclinação interpretativa literal género “polícia da Régua”, ainda pode fazer a diferença.

Precedentes II

1. Em Janeiro de 1981, após a morte de Sá Carneiro e 3 meses depois das eleições, Ramalho Eanes nomeia Pinto Balsemão para primeiro-ministro. 2. Em Setembro de 1981, 1 anos depois das eleições e após 9 meses de tricas no PSD e várias demissões no governo, Ramalho Eanes volta a nomear Pinto Balsemão para […]

Pergunta do dia

Então agora toda a gente gosta da Manuela?

A DECLARAÇÃO DE DURÃO…

Foi fraquíssima, mole, inócua. Típica de alguém que quer partir depressa porque já nem aqui está verdadeiramente. Palavras de quem se desinteressou pelo país e não quer saber do destino da sua acção governativa para nada, Mandou tudo para os ombros de Jorge Sampaio, que é como quem diz, mandou tudo prá fava!…

PARABÉNS A VOCÊ…

… nesta data querida, Lóló! Hoje fazes 49 anos e vais receber do Zé Manel a melhor prenda que um amigo te pode dar… Parabéns!

IDENTIDADE

A bandeira portuguesa só podia ser verde/tinto.

REDONDILHAS

Ó meus castelos de vento que em tal cuita me pusestes, como me vos desfizestes! Armei castelos erguidos, esteve a fortuna queda, e disse:? Gostos perdidos, como is a dar tão grã queda! Mas, oh! fraco entendimento! em que parte vos pusestes que então me não socorrestes? Caístes-me tão asinha caíram as esperanças; isto não […]

FINALMENTE…

…comecei a entender a missão estratégica d’O Acidental (agora reforçado para a próxima época) – abandonaram o seu papel originário de “blogue anti-Barnabé” para assumirem a condição de porta-voz oficioso, mas euforicamente empenhado, do santanismo militante na blogosfera. Antes assim – ou será que esta nova direcção é consequência directa da primeira?…

Lógica Legal

Confronto com a Lógica Informal: Num determinado País P, nas eleições para o cargo X relativo ao governo da entidade política Y, os eleitores votam uninominalmente numa pessoa, independentemente de esta representar ou não um partido. Logo, se a pessoa que dá a cara fica impedida de desempenhar o cargo por um motivo Z, têm […]

ALEGORIA II

“Naquele tempo, Jesus entrou na barca, e os seus discípulos acompanharam-no. E eis que houve uma grande tempestade no mar, de modo que a barca estava sendo coberta pelas ondas. Jesus, porém, dormia. Os discípulos aproximaram-se e acordaram-no, dizendo: “Senhor, salva-nos, pois estamos perecendo!” Jesus respondeu: “Por que tendes tanto medo, homens fracos na fé?” […]

Ele chegou lá sem ir a votos IV

da série costumes bárbaros Goran Persson, primeiro-ministro da Suécia. Sucedeu a Ingvar Carlsson em 1996. Só foi a eleições em 1998, e ganhou.

Read my lips: No new taxes!

18 de Junho: Durão Barroso recusou ser candidato à Comissão 28 de Junho: Santana nega convite para suceder a Durão Barroso

At the stroke of the midnight hour, when the world sleeps …

Iraque recupera a soberania dois dias antes do previsto

ALEGORIA

Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade. Que proveito tem o homem, de todo o seu trabalho, que faz debaixo do sol? Uma geração vai, e outra geração vem; mas a terra para sempre permanece. Nasce o sol, e o sol se põe, e apressa-se e volta ao seu lugar […]

Lógica informal

Nas eleições para o cargo X relativo ao governo da entidade política Y, cada vez mais os eleitores votam na pessoa que dá a cara por cada partido e não nos partidos propriamente ditos. Logo, se a pessoa que dá a cara fica impedida de desempenhar o cargo por um motivo Z, devem ser convocadas […]

365

Ao Memória Virtual, ao Janela para o Rio e todos os outros que fazem um ano por estas bandas, parabéns e continuação!

Portugal não é uma democracia

George Bush teve menos votos que Al Gore, mas ao menos teve votos.