CHEFES

Em Portugal, em 30 anos de democracia, nunca o primeiro-ministro em exercício perdeu eleições legislativas. Não é estranho?

Em 1978, Soares foi derrubado pelo Presidente Eanes. Os 3 primeiro-ministros seguintes (Mota Pinto, Nobre da Costa, Pintassilgo), não foram a eleições. Sá Carneiro morreu em 80. Balsemão sai em 1983 e não concorre. Soares ganhou e em 1985 já não foi a eleições. Cavaco Silva ganhou sempre que concorreu. Guterres venceu. Durão na saída de cena de Guterres.

Hipóteses de explicação:

1. A cultura ancestral do ?chefe? e da preservação da sua imagem e poder ?sagrado? levam a que ?Ele? nunca arrisque a derrota;

2. Calhou;

3. 30 anos é pouco tempo;

4. Gostam todos de ficar com aura de invencíveis;

5. Não sei, não repondo;

6. O que é que isso interessa?

Publicar um Comentário

Required fields are marked *

*
*

%d bloggers like this: