Imperdível

O texto neo-realista de Eduardo Prado Coelho, hoje, no Público:

«cara drª Manuela Ferreira Leite, sei que anda agora no espaço virtual um cheque meu de 1.300 contos. De noite acordo e vejo-o passar no tecto do quarto. Vou tentar recuperá-lo. Não sei se o conseguirei antes da retoma. E a minha retoma atrasou-se um pouco com este rombo inesperado nas finanças. As minhas, claro, as minhas finanças desassisadas.».

Melhor, só a confissão, no mesmo Jornal, de que as frases de (pré) campanha do PS, desta vez, são mesmo para levar a sério (lembram-se dos cartazes do cartão amarelo?):

«Não queremos que o governo caia” após as europeias».

Para que serve, então, a nacionalização destas eleições?

P.S.: concordo cada vez mais, com o Manuel da Gande Loja: Marcelo Rebelo de Sousa vai ser o cabeça de lista da coligação às Europeias.

Publicar um Comentário

Required fields are marked *

*
*

%d bloggers like this: