Viana do Castelo, 30.V.2011

Lisboa-Beja-Cabo Verde

O aeroporto de Beja, que se pensava que não servia para nada, descobriu finalmente o seu nicho de mercado. O voo inaugural, uma ligação Lisboa-Beja-Cabo Verde,  resulta de uma iniciativa da Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo para comemorar a geminação entre Ferreira do Alentejo e  S. Filipe,  Cabo Verde. Tendo em conta que existem dezenas de municípios alentejano e dezenas de municípios caboverdianos, é bastante provável que alguns se geminem entre si. Estão assim assegurados meia dúzia de voos para os próximos anos. Quem disse que o investimento público não é sustentável?

Números para credores, números para burocratas

O défice de 2010 foi superior a 10%. O défice de 6,9% que o governo anda a propagandear, para alem de ser um número de preço de sapataria, resulta de truques vários. A omissão do BPN e a contabilização do fundo de pensões da PT são apenas os mais evidentes.

.

Note-se que os credores não querem saber do défice contabilístico para nada. Isso é masturbação de burucratas. Os credores olham para as obrigações globais do Estado e tentam avaliar se essas obrigações podem ser pagas. Desse ponto de vista,  o buraco do BPN reduz a capacidade do Estado para cumprir as suas obrigações e a transferência do fundo da PT é neutra. Portanto, o défice de 10% é o valor para o qual os credores olham. Os 6,9% são ficção.

Tendências deste Outono-Inverno

Nossa TSF informa que «Cerca de 350 militares brasileiros estão a entrar nesta zona Norte do Rio de Janeiro e os bandidos estão a tentar fugir na sequência de uma operação inédita levada a cabo pelas autoridades. A polícia brasileira atacou esta favela com milhares de homens e vários blindados, o que provocou a fuga dos criminosos para a chamada “inferno verde” entre a favela e o Complexo Alemão.» Criminosos? Bandidos? Nossa TSF perdeu o norte.Então não eram só artistas e pobres que viviam nessas favelas? Graças à Virgem Maria que dona Dilma e o PT ganharam as eleições. Assim os blindados entram na favela mais os militares e é apenas perseguição aos bandidos. Se o presidente fosse outro estávamos perante a revolta das favelas perante o desfazer do sonho de um Brasil de todos. E o presidente, claro, era fascista. Assim os bandidos que se cuidem!

Já a Visão que levou os últimos cinco anos a garantir que estava tudo a ir pelo melhos dos caminhos antecipa que será o PS na oposição: revolta social, barricadas… todos em nome do Estado Social. Enfim, o PS a voltar a desfilar na av. da Liberdade ao lado de Carvalho da Silva.

OE 2011 – Cenários.

Cenário 1. Orçamento chumbado. Continuar a ler

Pluralismo

teste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste testeteste teste teste teste teste

Aguarda-se pelo menos uma leve indignação

E agora a União Romani, o SOS Racismo, o professor Pereira Bastos, aquela senhora da universidade de Braga mais todos aqueles que falam pelos ciganos não falam de racismo? «Uma mulher foi agredida com ácido pelo antigo namorado, que se deslocou de propósito da zona sul do país a uma freguesia de Amarante, onde mora a vítima. Só para se vingar do fim da relação. A vítima vive escondida por amigos, sob ameaça de morte. Grávida de dois meses, ainda sem conhecimento de parte da própria família, a mulher, de 28 anos e de etnia cigana, mantém actualmente uma relação amorosa com um jovem que não pertence à mesma etnia.  (…) “Como tenho agora uma relação com um homem que não é da nossa etnia, a situação é ainda mais complicada, porque sou indesejada. Fugi do Sul do país para encontrar uma vida nova, mas ele descobriu onde moro”, explica.»

“Adiar é emperrar” *

«Passos Coelho tem razão quando acusa o Governo de ter interferido na Justiça.»

* Hoje, no Diário de Notícias

O país vai ter um fanico

Obama family chooses dog

t

t

O ódio a McCain que a ‘direita roncante’ já não consegue esconder

<object width=”425″ height=”355″><param name=”movie” value=”http://www.youtube.com/v/ROJIOEgQdn4″></param><param name=”wmode” value=”transparent”></param><embed src=”http://www.youtube.com/v/ROJIOEgQdn4&#8243; type=”application/x-shockwave-flash” wmode=”transparent” width=”425″ height=”355″></embed></object>

Via Grande Loja do Queijo Limiano

Heath Ledger está no inferno

Diz o site brasileiro ‘Última Hora News’:
«Em anúncio divulgado pela Igreja Batista de Westboro na manhã desta quarta-feira, o reverendo Fred Phelphs, criador da comunidade ‘Deus odeia Bichas’, em tradução literal, disse que o ator Heath Ledger está no “inferno”».
(http://www.ultimahoranews.com/not_ler.asp?codigo=69917)
CAA

Arquivamento

«Foi arquivado o Inquérito n.º 28/07.0TELSB relativo à queixa intentada pelo cidadão José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa e primeiro ministro enquanto tal contra mim, António Balbino Caldeira (…) O motivo da “queixa do cidadão José Sócrates e primeiro-ministro enquanto tal”, que finalmente posso revelar, foi a minha referência ao “centro governamental de comando e controlo dos media no post “Rasganço domingueiro” em 7-4-2007 (…) e a questão do MBA curso/grau.
O Ministério Público arquivou e mandou notificar o cidadão José Sócrates e primeiro-ministro para deduzir, se o entendesse, no prazo indicado, acusação particular. José Sócrates não deduziu acusação particular contra mim e o Ministério Público determinou o arquivamento dos autos

No portugalprofundo@blogspot.com

CAA

Azar o nosso


José Sócrates qualificou de “politiquice” a relação entre a morte de dois bebés e a decisão governamental de fechar vários serviços de Saúde. Correia de Campos já tinha falado em falta de “ética”.
Esta atitude oscila entre a táctica que ensina que ‘a melhor defesa é o ataque’ e o exercício desenfreado da ‘fuga para a frente’.
Já se percebeu que os encerramentos na Saúde não obedecem aos critérios técnicos que o ministro apregoou e logo denegou. As alternativas estão a funcionar mal e a retórica do Governo só é corroborada pelos organismos dele dependentes. Uma relação causal entre uma reforma aparentemente atabalhoada e aquelas duas desgraças era previsível. Tal como a resposta governamental que tresanda a estudada.
Medeiros Ferreira, ontem, nesta coluna, com a sua elegância superior, disse que o ministro “anda com falta de sorte” – infelizmente, o azar é de todos nós.

Correio da Manhã, 21.I.2008
(http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=274550&idselect=239&idCanal=239&p=93)

CAA

Proposta

Actualmente os bancos centrais têm como target uma inflação à volta dos 2%. Este target resulta de um progresso: desde que os bancos centrais se tornaram independentes têm como função zelar pela estabilidade do valor do dineheiro. Não falta quem, à esquerda e à direita, queira que os bancos centrais voltem a ter como target os interesses de curto prazo dos políticos. Neste contexto, os liberais deveriam propor que os bancos centrais devem ter como target não apenas a inflação medida com base nos preços ao consumidor, mas também a inflação medida com base nos preços das matérias primas, imobiliário e determinados bens de capital. Se esta proposta for cuidadosamente embrulhada ninguém vai reparar que o que se está a propor é a reintrodução do padrão ouro.

A Crise

Por estes dias, férteis opinadores estão em processo de repescagem de escritos proféticos da crise definitiva que publicaram em 1997 e em 2001. É o que tem de bom o fim do capitalismo. É recursivo. Arquivem-nos bem. Mais meia dúzia de anos e vão servir outra vez.

7 anos

A economia portuguesa está em crise há 7 anos.

Que reformas do Estado é que se fizeram nestes 7 anos? Alguma cosmética e pouco mais.

Imprescindível

A leitura desta posta de Vital Moreira, que subscrevo inteiramente quanto à proposta, apesar de desconfiado dos pressupostos.

Para se perceber o que é o Direito (II)

Ao contrário da nossa Constituição, a Convenção Europeia dos Direitos do Homem (CEDH) não proibe expressamente a discriminação em função da orientação sexual.
Não obstante, O Tribunal Europeu dos Direitos do Homem (TEDH) decidiu, num acórdão proferido hoje, que a França violou o artigo 14.º da CEDH, ao impedir uma lésbica de adoptar uma criança. O pedido de adopção fora formulado por uma mulher (a lei francesa permite a adopção por uma só pessoa), que indicou a sua orientação sexual e a relação que mantinha com outra mulher, alheia ao processo de adopção. O processo seguiu até ao Conseil d’ État francês (equivalente ao nosso Supremo Tribunal Administrativo, na estranha jurisdição administrativa gaulesa), que decidiu que «having regard to her lifestyle and despite her undoubted personal qualities and aptitude for bringing up children, [a interessada] did not provide the requisite safeguards – from a family, child-rearing and psychological perspective – for adopting a child”».
Por outras palavras, o afastamento expresso de uma figura parental (no caso) levou a mais alta instância judicial francesa a considerar fundamentada a recusa do pedido de adopção.
O TEDH não concordou. Sem defender expressamente a adopção por homossexuais (no plural, i.e, por um casal homossexual), o TEDH entendeu, numa votação renhida, que viola a Convenção impedir-se alguém de adoptar pelo facto de ser homossexual (e pretender inserir a criança adoptada num agregado familiar deste tipo).

### Não é a primeira vez que o TEDH considera que a discriminação em função da orientação sexual viola a CEDH. Fizera-o já, em 1999, num processo movido contra o Estado Português. É a primeira vez, porém, que o faz num contexto de adopção, tomando uma posição razoavelmente clara na discussão que se depreende das informações transcritas no acórdão sobre as várias decisões das autoridades administrativas e judiciais francesas: um contexto familiar homossexual, em que a figura parental (ou maternal) está completamente arredada, é, no entender do TEDH, compatível com a adopção. O entendimento contrário (e não falta quem o defenda) é, ainda no entender do TEDH, ofensivo do artigo 14.º da CEDH.

Gestão das expectativas

Ontem o Engº Sócrates andou a fazer aquilo que se chama a gestão das expectativas. A ideia é um bocado infantil, mas faz parte da cultura política portuguesa. Acredita-se que se o Primeiro-Ministro disser que a economia vai bem, então os agentes económicos investem e produzem e a economia ficará mesmo bem. A gestão das expectativas já em si mesmo uma ideia estúpida, mas é ainda mais estúpida quando praticada por um político que já mentiu várias vezes e cuja credibilidade é nula.

Imagine-se o capitão do Titanic a gerir expectativas:

— Não, não era um iceberg, era apenas um pedaço de madeira.
— As bombas vão tirar esta água toda.
— Inclinar? Claro que não está a inclinar …
— Há botes para todos e ainda sobra.
— A água está quentinha.